domingo, 7 de fevereiro de 2010

Venezuela: Matéria sacana de "O Globo" comentada.


Resolvemos comentar, parágrafo a parágrafo, a matéria "Venezuela polarizada por Chávez" publicada no jornal da rica família Marinho e assinada pela sua celetista  Mariana Timóteo da Costa.
Comentários em negrito.
 
Venezuela polarizada por Chávez
Crise aprofunda divisões da sociedade e abala a popularidade do presidente

O velhíssimo discurso golpista do oligopólio midiático contra governos progressistas:
Jango dividia o país”
Olívio Dutra polarizou o povo gaúcho”
Requião divide o povo do Paraná”
Allende dividiu o povo do Chile”

As 14 opiniões de moradores de Caracas são uma pequena amostra da polarização da sociedade venezuelana entre chavistas e opositores ao regime bolivariano. Dão também uma ideia de como cada grupo reage, muitas vezes de forma inflamada, à pior crise política enfrentada pelo país desde que Hugo Chávez assumiu o poder, há 11 anos. 
Pior crise política enfrentada desde que Hugo Chávez assumiu o poder?
Num passe de mágica sacana, a empregada da família Marinho faz sumir da história recente o golpe de estado que a direita desferiu em 2002, o qual foi debelado rapidamente pelo povo da Venezuela. 
 
Os defensores são rápidos ao reagir às críticas de que o líder é autoritário, persegue a mídia, é responsável pelas crises energética e econômica e pela insegurança. 
Defensores”, mais um termo do glossário sacana da grande mídia:.
Defensores”, “Partidários”, “Chavistas” são os termos utilizados para reduzir, desprezar e abafar a maioria do povo venezuelano.
Esse recurso é utilizado à exaustão, basta ver as manchetes:
Estudantes protestam contra Chávez”
Universitários Chavistas revidam”
Quem parece ser mais expressivo neste caso?Qual grupo?
Daqui a pouco surge uma manchete assim:
Povo venezuelano vota contra Chávez, porém chavistas conseguem obter 70% dos votos. E país segue dividido”

E ainda citam os programas sociais como qualidades de um governo que, para eles, conseguiu o que nenhum outro fez: inserir o pobre na sociedade.
Para eles”
Mais outro recurso safado com fins de reduzir e distorcer a expressão dos fatos.
Basta recorrer às estatísticas para visualizar que houve uma distribuição de renda como nunca.Mas nestes números os "especialistas" pagos pela direita não tocam.
 
Já os críticos falam de excesso de assistencialismo, de perseguição aos estudantes e à mídia, de falta de investimento energético e na indústria, da proximidade a regimes autoritários como Cuba e Irã.
Claro que nunca pode faltar uma batidinha em Cuba, e agora o Irã entra na dança também, afinal, parece ser uma das bolas da vez para o império.
 
 - Os pobres querem ser cuidados, e o governo ainda tem muito dinheiro para isso. Mas, se as pessoas ainda se identificam com um discurso humano do presidente, sua ideologia já começa a dar sinais de cansaço - avalia Oscar Schémel, sociólogo e presidente da consultoria Hinterlaces, uma das mais importantes do país.
Veja só outra tática: Arranjar um “especialista” para confirmar as “verdades” de forte caráter ideológico do texto.
A empresa chegou a essa conclusão ao realizar pesquisas quantitativas e qualitativas, cada uma com cerca de 2 mil venezuelanos de todas as classes sociais, desde o fim de 2009, quando o presidente intensificou sua "revolução bolivariana", apertando o cerco à imprensa, expropriando empresas privadas, desvalorizando a moeda e endurecendo o discurso de luta de classes.
Os sinais de cansaço aparecem nos números: 78% reprovam o fechamento do canal RCTV; 61% são contra a desapropriação de empresas particulares, e 75% estão insatisfeitos com o racionamento de luz. A popularidade de Chávez, que já foi de 70%, hoje está em cerca de 40%. E mais: 65% querem que ele entregue o poder em 2012, e 70% gostariam de ver, após as eleições legislativas de 26 de setembro, uma Assembleia Nacional com representantes de vários partidos.
Agora, aparecem “números científicos”, para confirmar a tese.
Nem é preciso comentar o caráter quase folclórico da pesquisa:
“75% estão insatisfeitos com o racionamento de luz”
Mas quem diabos ficaria satisfeito com o racionamento??? Por acaso seria uma medida do governo para tentar aumentar a popularidade?
Parece aquelas pesquisas que institutos ligados à direita fazem em Cuba, com perguntas do tipo “você gostaria de ter mais dinheiro”.

- Mas o mais impressionante é que 88% discordam do discurso do presidente, que vive falando que o bom é ser pobre, e não burguês. 
Imaginem o pesquisador perguntando: “´Você acha bom ser pobre?”

A ideia de luta de classes não cola mais. Há uma falência do discurso ideológico chavista - diz.
Bom, isso o “especialista” vai ter de provar ao longo do tempo, aliás, pelo menos nas eleições que vêm aí...
Indecisos, cerca de 55%, poderão definir eleições
Isso, afirma, se deve ao fato de a sociedade venezuelana ser ávida por novidades e querer progredir na vida. Não à toa esse é o país onde existe o maior número de usuários de celular com acesso à internet da América Latina, por exemplo.
- É também um povo que vê no emprego, e não no assistencialismo, a única maneira de conseguir melhorar de vida. A Venezuela tem uma população muito mais complexa do que a que Chávez gostaria de liderar - lembra Schémel.
Bom, essa população o colocou na presidência. O que o “especialista” sugere?Que o povo é burro e que um golpe de estado se faz urgente?
Mas o que ainda sustenta a popularidade do presidente? Para o analista, o primeiro fator é seu discurso humano. Não o de luta de classes, mas o que inclui os antes excluídos socialmente.
- Mesmo insatisfeitas, as pessoas têm fé nele. O programa "Alô, presidente" virou uma espécie de sermão. Se Chávez diz que o povo tem acesso à saúde, mesmo não sendo verdade, ele crê.
Pois é, eis a velha tese Pinochetista de que o povo não sabe escolher.
O segundo é a desarticulação da oposição, que deixa os venezuelanos sem opção de voto. Tanto que existe uma classe chamada de "Ni-Ni", 55% dos eleitores, que não se identificam com o chavismo, nem com outros movimentos políticos. E é esse grupo que decidirá as eleições. 
O momento é propício para novas lideranças surgirem na Venezuela - diz Schémel.

Por fim, o “especialista” reconhece que a direita está, desesperadamente, à procura de uma reação dentro dos parâmetros eleitorais para retomar o poder.
Todo caso, o oligopólio midiático vai seguir fazendo seu trabalho sujo de bater na Revolução Bolivariana e, “em nome da democracia”, alimentar movimentações golpistas na América Latina.

20 comentários:

  1. O discurso é muito parecido com o utilizado pelo grupo RBS aqui no RS. Polarização, divide, o povo quer o novo, algo que pacifique. Muda os países mas a mídia golpista e oligarquica continua a mesma.
    Chega a ser comico a preocupação deles com a Venezuela, quando a vizinha Colômbia tem assassinatos políticos, covas coletivas, tortura, narcotráfico dentro do governo e nada gera comentário ou preocupação do PIG.

    ResponderExcluir
  2. Ótimos apontamentos!!!!

    Aline

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo comentário. Chaves precisa parar de ser democrático e começar a descer a borracha nestes estudantes burgueses que fazem manifestação contra o povo venezuelano. Chaves deve ficar mais 11 anos se assim o povo desejar. E esta oposição entreguista que fugiu das últimas eleições vem agora clamar por mais espaço. Ora, todos são livres para discursar e falar o que bem enteder na Venezuela, eles precisam se posicinar e dar a cara a bater, dizendo ao povo o que querem.

    Espero viver para ver uma grande américa espanhola unida numa revolução bolivariana, a única coisa que me preocupa é que nós brasileiros não temos origem espanhola, logo uma américa espanhola fatalmente vai polarizar com o Brasil. Mas uma américa espanhola forte pode muito bem ser pareo para o Brasil.

    Viva a indpendencia americana.

    ResponderExcluir
  4. Não sei o que é pior no site da Globo: a matéria não ser assinada (ou seja, pode fazer parte de outra agência, a CIA); ou os comentários apoiando o que foi escrito e detonando o Fidel por tabela. Devem ser comentários de "provocadores" como aquela Yoani.

    ResponderExcluir
  5. Na realidade, a matéria até foi assinada (Mariana Timóteo da Costa), só não aparece no site...
    Mas o conteúdo segue medonho.

    ResponderExcluir
  6. O Basilio,

    todo mundo mete a falar mal de Fidel e cuba,mas eles nem sabe o que passa por lá.
    A maioria só repete igual a papagaio,o que midia fala.

    Temos que lutar por uma revolução midiatica no continente.

    Bom,em relação a uma America espanhola,devemos sim integrar um continente latino,onde brasileiros deverão respeitar e aprender a cultura espanhola-americana e vice e versa.

    Francisco e demis leitores do parxis,estou escrevendo para o blog http://ousarlutar.blogspot.com/

    quando puder visite-nos

    http://ousarlutar.blogspot.com/search/label/Artigos%20do%20AF%20STURT

    ResponderExcluir
  7. Expropriação de propriedade privada, censura à imprensa, distribuição de bolsa-vagabundos...

    Continuem louvando Chavez, Cuba e outras monstruosidades comunistas. O povo que viveu sob tais regimes era tão feliz que em todos os governos seus cidadãos eram talhados no mais elementar dos direitos: ir e vir.

    Mas isso, claro, não incomoda vocês, né? A meritocracia, a liberdade individual não serve para nada mesmo né? Para que trabalhar ou estudar se posso invadir terra, saquear e ainda receber dinheiro do governo!?

    Corja de vagabundos!!

    ResponderExcluir
  8. rafael,

    Estuda primeiro antes de vomitar suas "tripas" nos espaços democráticos dos blogs alternativos...

    ResponderExcluir
  9. "A meritocracia, a liberdade individual não serve para nada mesmo né?"
    ---------------------------------

    Meritocracia onde?!
    Numa sociedade onde não existe educação pública de qualidade?!
    Meritocracia quando um pobre de escola pública disputa emprego com uma pessoa que estudou no melhor colégio da cidade?!
    Ah tá, então eu sei o que é meritocracia.
    Fica lendo (in)Veja dá nisso.
    E isso se chama ALIENAÇÃO.
    É cada uma, vou te dizer!

    ResponderExcluir
  10. Estudar o que, Sales??

    O quão estudioso achas que álguem é preciso ser para saber a desgraça que é o comunismo e suas ramificações?

    Sabe o legal da Internet? Tem um negócio chamado youtube, onde tu podes, por exemplo, digitar "muro de Berlim" e ver a satisfação com que os alemães se livraram do fardo. Só para citar um exemplo.

    Claro que caso tu não gostes de trabalhar ou estudar (de verdade, profissionalmente, e não apenas sua interpretação distorcida de história), o comunismo é uma boa pedida. Afinal, para que trabalhar, arrendar um campo e, com planejamento e esforço ter um próprio, se posso invadir, saquear e ocupar o que não é meu?

    Concordo que a educação é pública nas grandes cidades é péssima. Mas não é desculpa para coitadismos. Minha noiva sempre estudou em colégio público e é oficial de justiça, primeira colocada no exame da Ordem. Com 22 anos. Eu tenho 25 e tenho minha empresa, paralela ao meu trabalho. Isso é dedicação. Colher os frutos do que plantamos. E não pensamos em parar. Quem quer, consegue.

    E, a propósito, sou assim assinate da Veja. É uma das raras revistas em circulação que informa de verdade. Desde os escândalos de corrupção até reportagens internacionais que retratam o drama (verdadeiro) de cidadãos talhados pelo "vermelhismo" que tomou conta co continente. Empresas expropriadas, jornais fechados, propriedades invadidas e outras coisas legais que vocês tanto gostam.

    Parafraseando Churchill: "Quem não foi socialista na juventude não tem coração. Quem continua socialista depois de adulto não tem cérebro!"

    Quando tinha meus 14, 15 anos e estudava no Cefet (outro colégio público) cheguei a vestir uma camisa do assassino Che e tentar entender o mundo. Hoje eu entendo com total clareza. Mas para isso, basta mais do que bradar em blogs, assembléias, passeatas e outras perdades de tempo buscando um atalho para a prosperidade. A receita é bastante conhecida: trabalho, mérito pessoal e liberdade.

    ResponderExcluir
  11. RAFAEL,
    Achei vc bastante irritado...


    Continuo sugerindo vc ir estudar.Seus comentários são provas disso.


    claro,não adianta, é um papagaio da Veja já diz muito coisa.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Bom, meu comentário acima (não é o que eu excluir é o outro) é para o Rafael Cordon.

    Num primeiro momento achei estranho os 2 comentarios ,depois fui ver que tinha duas pessoas comentando com o mesmo nome.
    Mas fica claro isso pelo jeito que escrevem...

    AF STURT

    Revolucionário Eternamente!

    ResponderExcluir
  14. Meus comentários são prova do quê, Stuart?? refute o que eu escrevi, não apenas diga, de novo, sobre estudar. Seja mais consistente!

    Não sou papagaio de ninguém. Tu, ao contrário, não passa de massa de manobra comunista. E isso sim me irrita. Me irrita saber que há pessoas como você, que aplaudem um regime que ceifou 100 milhões de vidas pelo mundo e ainda priva muitas outras de liberdades básicas. E esse apoio, da qual tu tens culpa diretamente ao fazer apologia, gera frutos negativos em toda a sociedade da qual faço parte. Perpetua invasões, incentiva afrontas à Constituição, como esse monstro que chama-se Programa Nacional de "Direitos Humanos".

    Então, Stuart, sugiro a ti ir em Cuba ou a Venezuela. E veja como é maravilhoso ser um médico e não ter o que comprar. Querer comprar pão e receber senha num supermercado. Ter uma chácara e vê-la ocupada por uma turba de vagabundos.

    Só tem um porém: Quando se cansares, não poderás deixar o Estado. Até porquê, o Estado estará acima de ti.

    E isso me irrita. A simples existência deste blog, de qualquer apologia me irrita.

    A propósito, Stuart, eu tenho uma chácara. Nada grande. 64 hectares. E os seus amiguinhos de MST já me causaram sérios prejuízos. Eu não sou latifundiário, Stuart. 16 ovelhas Textel carneadas me irritam profundamente. E blogs como este, comentados por pessoas como tu que fomemntam essas ações criminosas, me irritam profundamente!!

    ResponderExcluir
  15. Rafael cita a opinião dele como se fosse a verdade absoluta e ainda elimina qualquer outra opção! Vem falar de direito de ir e vir, mas que direito de ir vir o brasileiro tem???? A maioria da população é pobre e nao pode conhecer nem o proprio país! Ele diz que existe vermelhismo, mas e os generais do cifrão ele nada diz.

    Fala de saquear terras e esquece dos grileiros que costumam invadir terras publicas para lucrar mais.

    "Meritocracia"???? O que mais tem é sujeito reclamando que tem um chefe tão boçal, mas recebe um salario muito menor que esse chefe embora tenha 1001 qualificações profissionais.


    Fala de massa de manobra comunista quando o que mais existe é massa de manobra direitista empresarial que chega dizendo que vai melhorar a vida do povo e no final dinheiro só pra banco.


    Você sugeriu o cara ir a cuba ou venezuela, e tu ja foste???


    Che é assassino?? Collor e FHC não contam não?? Milhares de pessoas morrem por culpa do deficiente sistema de saude, deficiente sistema de segurança, condições desfavoráveis sociais (como desemprego e etc), mas aí não foi culpa dos governantes né, culpa do povo que ficou doente ou que nasceu pobre né??


    Fala de direitos individuais......... e os coletivos???

    ResponderExcluir
  16. Obrigado pela a exposição das suas ideias coerentes companheiro Tiger Oróchi.

    Bom quanto ao esquentadinho Rafael(para não falar outra coisa)ainda continuo com a mesma opinião quando li seu primeiro comentário aqui neste blog.Vc não sabe o que escreve.
    Vc que está cada vez descendo mais baixo9se que é possivel) ,mostrando que é.
    Não vou responder suas provocações,mas lembre a verdade SEMPRE É REVOLUCIONÁRIA.

    Vou repetir a frase do grande Darci Riberio:

    "Fracassei em tudo o que tentei na vida. Tentei alfabetizar as crianças
    brasileiras, não consegui. Tentei salvar os índios, não consegui. Tentei fazer
    uma universidade séria e fracassei. Tentei fazer o Brasil desenvolver-se
    autonomamente e fracassei. Mas os fracassos são minhas vitórias. Eu detestaria
    estar no lugar de quem me venceu."

    ResponderExcluir
  17. Tiger, você tem toda razão.
    Chega a ser ridículo uma pessoa vir aqui dizer que nós somos massa de manobra.
    Como nós somos massa de manobra se nós temos uma mídia golpista (o PIG)?! Ou se o que mais tem aqui no Brasil são revistas e jornais medíocres (e direitalhas) como "Veja" e "O Globo" respectivamente?!

    Cordon, você pode falar de tudo, mas a massa de manobra aqui não é nem eu, nem o Makno, nem o Francisco, nem o Basílio e nem o Stuart. Disso eu tenho certeza, mesmo porque o monopólio da informação não está nas mãos de socialistas/comunistas, muito pelo contrário. E isso você também deveria saber, sendo tão inteligente e próspero profissionalmente como diz ser.

    ResponderExcluir
  18. Toda verdade é absoluta. Caso contrário, não seria verdade. Dois mais dois são quatro. É uma verdade. O nazismo foi o responsável pela morte/expurgo de aproximadamente 6 milhões de judeus. Outra verdade. O comunismo matou 100 milhões de pessoas. Outra verdade. Simples assim. Não é a "minha verdade". Ela é universal.

    Direito de ir e vir independe de classe social. O Estado restringir esse direito é inaceitável. Não venha com lamúrias do tipo "brasileiro é tão pobre que não pode ir e vir". Pode sim. Trabalhe e pague pelo meio de transporte. Peça carona. Vá a pé. Nenhum órgão governamental controlará sua movimentação. Se ele é pobre, o problema é dele! Que vá trabalhar!

    Todo aquele que reclama que tem chefe boçal e ganha menos, tem duas opções. Estude ou trabalhe para ser promovido e daí ser o seu chefe. O problema é que não é simples. Requer trabalho ou empreendedorismo. Mas essas palavras os comunas parecem desconhecer.

    Quem invade terra pública é tão criminoso quanto aquele que o faz em área privada. A diferença é que não faço distinção entre ambos, enquanto vocês condenam o primeiro ato e aplaudem o segundo.

    Nunca estive na Venezuela, mas já estive em Cuba, em dezembro de 2005. O curioso é que o primo do meu cunhado, até então comunista de carteirinha, foi junto e pode ver, com seus próprios olhos, a "maravilha" comunista. Cortiços, total falta de perspectiva de vida (ja que trabalhar e progredir não servem de nada, numa sociedade imutável), prédios velhos, carros mais velhos ainda. Cidadãos pedindo dólares em troca de tirar uma foto. Uma be-le-za!! Mais ou menos o que o Chapolim Colorado da Venezuela está já em vias de tornar realidade em seu País e o nosso Molusco vislumbra. Ainda mais agora com essa anomalia golpista que ele ainda tem a audácia de chamar de Plano de Direitos Humanos!!

    Che é assassino sim. Recomendo ler qualquer biografia do hermano, mesmo aquelas escritas por comunas. Caso isso não importe pra ti, ok. Mas assassino por assassino, acho uma camiseta do Jason mais interessante.

    FHC matou quem??? Que nossa nação tem sérias mazelas tudo bem, mas culpar a arma por quem atira é levianidade. Se estamos tendo este diálogo virtual, o mínimo que deverias fazer é agradecer o cara por estabilizar a moeda e privatizar as comunicações. Caso contrário o máximo que terias hoje seria um 386 e uma lista absurda da Embratel. Ou ainda, se estive vivendo numa das maravilhas democráticas vermelhas mundo afora, nem isso teria, já que o teu acesso seria censurado!

    É por essas e outras que o direito individual, o fundamental (ir e vir, expressão, a vida, a propriedade), vem antes do coletivo. O ser humano não é um bando. É individuo.

    Eu sei que vocês não vão mudar. Minha indignação e razão de comentários é a esperança de que, em caso de algum adolescente rebelde cair por aqui, ver que há pessoas racionais neste mundo e que nem todos precisam andar com uma camisa do porco fedorento do Che (seu apelido em Cuba, não sou eu quem o está chamando assim) para ser legal. É iluminar estas cabeças, informando-lhes da total apologia ao crime praticada aqui.

    Falam tanto em Cuba...Querem um exemplo de total prosperidade latino americana? Chile! Aquele país estranho, longo, que viveu a mais "cruel" ditadura, eliminou vários comunas, estreitou laços com os norte americanos, privatizou suas companias, flexibilizou suas leis trabalhistas...Aquele "inferno", né? Pois é... Pergunte a um chileno e a um cubano o que eles acham de seu páis, de seus passado e de seu futuro. o primeiro lhe responderá que vive em um país livre, que entendeu o seu passado e que, graças a ele e aos esforços passados, figura como primeiro mundo. O segundo...Bem, o segundo ainda está parado na década de 60!!

    ResponderExcluir
  19. "O curioso é que o primo do meu cunhado, até então comunista de carteirinha, foi junto e pode ver, com seus próprios olhos, a "maravilha" comunista. Cortiços, total falta de perspectiva de vida (ja que trabalhar e progredir não servem de nada, numa sociedade imutável), prédios velhos, carros mais velhos ainda."

    "Primo do irmão do vizinho do fulano foi lá e se desiludiu"

    Clássico início de frase para difamar Cuba.

    Aqui há perspectiva de vida e liberdade, é?
    Lavagem cerebral midiática dá nisso.

    ResponderExcluir
  20. Ele não é primo do irmão do vizinho de nenhum fulano. É primo de meu cunhado, Gessé Augusto Muniz. Seu nome é Arthur Muniz (não sei o nome do meio). Procureo-no no orkut. Ele é real. Ele existe. Ao contrário de Orlando Zapata. Este não existe mais. Era mais um preso político da ditadura que vocês tão criminalmente defendem. A total falta de liberdade o ceifou. Mas, como disse o Lula Molusco, ele era um "criminoso comum".

    Seu crime? Ser de oposição!!

    P.S: O Arthur, o tal primo de meu cunhado que esteve em Cuba comigo como já descrevi, continua sendo de esquerda. Ele apenas abandonou a loucura marxista depois de vivenciá-la por quase um mês.

    ResponderExcluir